31 de jan de 2011

Uma viagem sem limites - Portugal e a propagação do cristianismo para o mundo a partir do século XV

    
Ontem aproveitei o dia e acordei cedo. Como era domingo e o dia amanheceu ensolarado e convidativo, resolvi tirar o dia para passear com a família. Fomos dar uma volta a Sagres, uma bela cidade da costa Vicentina situada no sul de Portugal. Esta cidade algarvia por volta do século XV,
tornou-se o ponto de partida de inúmeras viagens marítimas que tinham o objetivo de desvendar os mistérios dos oceanos - até então pouco navegados  - e também encontrar e desbravar terras ainda desconhecidas.
       Levante a mão quem se lembra das aulas de História da 6º ou 7º série em que estudávamos o descobrimento do Brasil? E quem pode me dizer se recorda de ter estudado a respeito da Escola de Navegação de Sagres? Pois bem, se você se lembra ou não, era nessa escola que os marinheiro da época eram treinados para enfrentarem as longas e perigosas jornadas oceano afora. Dito isso, posso afirmar que apesar do vento gelado do inverno europeu, ir a Sagres e visitar a famosa Fortaleza que existe lá, além de ter sido agradável, ensinou-me algumas coisas sobre a expansão do cristianismo pelo mundo. 
       Começo por relatar que, desde que iniciaram as navegações, os portugueses começaram a descobrir um novo mundo. Em primeiro lugar, povoaram os arquipélagos atlânticos, depois ergueram fortalezas em Arguim e Mina na costa africana. Esses primeiros contatos luso-africanos permitiram a difusão e propagação do cristianismo, onde a título de exemplo, pode ser citada conversão do rei do Congo, em 1490.
Depois de décadas explorando o oceano Atlântico, os portugueses espalharam-se pelo mundo no início do século XVI, após as expedições de Vasco da Gama e Pedro Álvares Cabral. Foram até a América do Sul, os rios da Guiné, Benim, Congo, Moçambique, Golfo Pérsico, Índia, Sião, China e Japão. Em todos esses lugares, eles desenvolveram seus negócios, transmitiram a sua cultura, interagiram com as sociedades locais e também propagaram a sua religião.
      Na Índia, ainda hoje são visíveis as alterações significativas que ocorreram com a chegada do povo português à região, tendo como exemplo notório, a língua portuguesa que durante séculos, foi uma língua muito falada nas cidades portuárias asiáticas.
      Por causa das viagens exploratórias portuguesas, os europeus começavam a conhecer o mundo e também o evangelho de Cristo e estes começavam a ser também conhecidos pelos europeus. 
      Para finalizar, digo com convicção que tivemos um excelente passeio e um domingão abençoado. Aproveito e posto algumas fotos para a galera ver como é a Fortaleza de Sagres...