9 de jan de 2012

Sociedade degradada - Um pensamento sobre o Rio de Janeiro


Por Fábio Della Pasqua

Um dos textos mais lidos aqui no Se Liga Pá. Sei que a situação está melhor hoje em dia, mas quantas cidades pelo mundo a fora ainda vivem situação semelhante..... Vale a pena ler e refletir sobre isso.

Pensando em tudo aquilo que está se passando no Rio de Janeiro não posso deixar de lamentar, pois um dia essa linda cidade foi por alguém chamada "cidade maravilhosa" e esta designação mantém-se até hoje. Porém seus moradores tem vivido uma realidade diferente e um pouco caricata. Vivem em um lugar paradisíaco, onde a liberdade tem um preço altíssimo.
Deus deu à essas pessoas e a todos aqueles que viajam para lá todos os anos, um lugar onde a beleza é indescritível, com praias maravilhosas e um clima convidativo. Entretanto alguns homens movidos pela ganância e por uma visível inclinação para o mal, aos poucos estão transformando essa cidade em um campo minado, onde impera a lei do mais forte. Munidos até os dentes, desafiam civís e até mesmo forças policiais. As notícias vistas na TV assustam e incrédulos assistimos o exército sendo chamado para colocar a "casa" em ordem e garantir minimamente a paz. Rio de Janeiro, apenas mais uma cidade no contexto mundial onde essas cenas estão se tornando normalíssimas. As sociedades transformaram-se e o que era certo antigamente, hoje está mudado ou esquecido. O ser humano perdeu seus valores e passou a ser descartável. Por um punhado de moedas,  pessoas se vendem e deixam de ter escrúpulos. No caso do Rio de Janeiro creio que a população assiste ansiosa por um desfecho rápido e pouco sangrento, mas todos concordam que já era hora de dar um basta nessa situação repudiante. Deus criou e ainda vê o homem como algo valoroso e muito importante. Espero que as pessoas do Rio se unam e tomem as rédeas da situação, juntamente com as autoridades, provem ao mundo a força da união e o poder do amor. No vídeo abaixo posto uma música chamada Sociedade Social da banda portuguesa MANNOS. A letra não fala sobre o Rio e nem sobre essa confusa guerra entre a polícia (e agora o exército) e os traficantes, mas retrata um panorama atualíssimo das sociedades em geral e de como deveríamos nos importar com os outros. Ouça a música, medite na letra e repense o seu papel na sociedade e o que pode ser feito para algum dia nosso mundo voltar a ter paz.



Postado originalmente em 28-11-2010