19 de dez de 2011

A graça é de graça!

“Graça é o favor imerecido de Deus para conosco”
É algo que não conseguimos alcançar ou adquirir através do esforço próprio.
O homem sem Cristo está sendo constantemente enganado pelo inimigo e está impossibilitado de enxergar a verdade. Paulo já afirmava isso ao escrever aos Coríntios e também alertava os Romanos sobre como o pecado escraviza as pessoas e as deixa em um estado terrível. Tal estado conduz o homem em uma estrada perigosa rumo à morte espiritual e muitas vezes também à morte física.
Mas Deus, através da sua graça, nos ajuda a priorizar as coisas celestiais, rejeitando e abrindo mão dos prazeres e valores que a sociedade tanto preza. Através da morte de Jesus a graça sobrenatural de Deus nos alcançou e mediante a nossa fé encontramos salvação. Vale ressaltar, que essa salvação não é adquirida por nossas boas obras e sim, por causa da obra redentora da cruz. Logicamente temos que fazer boas obras, mas certamente não são elas que nos levarão para o céu.
A graça ainda nos permite quebrar laços que temos com o passado, rejeitar certas práticas e viver de uma maneira honesta e íntegra.
Essa maravilhosa graça foi expressa em Jesus e nos trouxe perdão, misericórdia e o senhorio do Senhor sobre nós. Por causa desse senhorio somos transformados  e passamos a viver sem condenação alguma. Como novas criaturas em Cristo vivemos com esperança, pois sabemos que temos um futuro e que seu favor está disponível diariamente.
Essa transformação que Jesus quer operar  chama-se regeneração, ou como é comumente chamada, novo nascimento. Isso só é possível porque a graça de Deus nos alcança através da fé em Jesus, não importando nosso passado e nem nossas experiências até esse momento.
A verdade é que ele quer transformar nosso presente e nos dar um futuro.
Lembre-se: Ele suportou a cruz por causa do seu amor por nós, despojou principados e potestades e pagou a dívida que nos era contrária, por isso agora somos diferentes e o céu nos espera.
Não perca tempo, a graça de Deus é de graça, então aproveite!

E aí, concorda com isso? Comente!