21 de set de 2012

Desafie e enfrente seus problemas!


Por Fábio Della Pasqua

Quantos de nós diante de um novo desafio, de um novo emprego, perante novos amigos ou relacionamentos, ao enfrentar fracassos, tropeços e desilusões, acabamos nos deixando levar pela ansiedade e pela preocupação? E quantos ficamos ansiosos e medrosos quando há doenças, falta de emprego e a consequente falta de dinheiro?

Ou também  quando recebemos uma notícia desagradável e parece que os problemas estão se acumulando e nos sufocando?

Tais complicações e dificuldades fazem  parte do cotidiano dos homens em todo o lugar e em todo o instante. A vida está repleta de desafios e necessitamos de força, coragem e jogo de cintura para seguirmos em frente. Diante disso o mais comum é preocuparmo-nos com o amanhã deixando com que as expectativas de ameaças nos assaltem e nos tirem o sono. A crença de que algo ruim vai acontecer nos assusta e paralisa nos impedindo de raciocinar e tomar as decisões corretas.

Infelizmente imaginamos sempre o pior cenário e começamos a corroborar com Murphy e a sua conhecida lei que diz que: “Se algo pode dar errado, vai dar errado”. Se não estamos passando por situações dessas ou parecidas, certamente conhecemos alguém que se enquadra nesse perfil, onde automaticamente surge o isolamento e o tema principal da sua retórica passa a ser a sua auto comiseração. Os relacionamentos desse modo são abalados e o sofrimento aumenta em proporções gigantescas.

Quanta ansiedade! Quanta preocupação! Quanto medo!

Deus nos conhece e também conhece aquilo que nos apavora e aquilo que estamos enfrentando. Ele sabe que desafios temos pela frente e tem o nosso amanhã sob controle. A palavra nos alerta sobre a maneira correta para lidar com esses vilões que assolam nosso corpo e nossa mente.

Filipenses 4:6-7
Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.
E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.

As perguntas que inundam nossa mente são basicamente respondidas nesses dois versos:

O que fazer diante do desconhecido?
Como ter paz diante do amanhã?
Ao invés de abrirmos espaço para preocupações e problemas devemos buscar ao Senhor em oração, súplica e ações de graça.
Oração é o meio que temos para falar com Deus.
Súplica é o conteúdo da nossa oração.
Ações de graça são as maneiras de agradecer a Deus pela vida, por Sua bondade e provisão, pelo cuidado e bênçãos recebidas. Pelo que somos Nele e pelo que Ele é.

Hoje a palavra agradecer parece que saiu do dicionário cristão. Esquecemos de tudo que Deus faz por nós e somos ensinados a determinar e profetizar para recebermos mais. Mas o certo é que Ele é bom e Sua misericórdia dura para sempre, pois Ele é nosso escudo e fortaleza, socorro bem presente na angústia.

No sermão da montanha Jesus falava sobre isso também.  Pregava para a multidão dizendo: “Não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados: basta ao dia o seu próprio mal”.

Ele ensinou o que devemos fazer, quais pensamentos cultivar, qual deve ser a nossa conduta e qual a maneira certa de viver a vida. Ele nos conhece muito bem e sabe que a nossa mente é um enorme campo aberto onde a batalha se desenrola. Tudo que vemos, ouvimos e aprendemos pode gerar pensamentos que se forem alimentados, trarão vitória ou derrota, nos afundarão ou nos regenerarão.
Portanto Jesus nos convida então a trocar de fardo com Ele, deste modo se estivermos cansados ou sobrecarregados Ele nos restaurará.