4 de nov de 2011

Senhor quem estará na Tua presença?

Todos nós buscamos a salvação, mas será que sabemos o que fazer para conseguir alcançá-la?
Como devemos proceder para, por fim estarmos junto com o Senhor na eternidade? Será de um modo simples ou complicado? Será um caminho tranquilo ou angustiante?
Creio que para alcançarmos a nossa salvação e morarmos no céu, teremos que passar por todo tipo de experiências ou provações. Quero dizer que, depois de darmos o primeiro e mais importante passo dessa caminhada, que é aceitarmos Jesus com Senhor e Salvador, nós teremos que lidar da maneira correta com cada situação que nos aparecer pela frente.
Somente atitudes baseadas na palavra eterna de Deus serão aprovadas por Ele, e certamente com Seu aval, nossa entrada no seu reino estará garantida. Todos os dias somos provados para sermos –  essa é a nossa esperança – aprovados no dia da  vinda do Senhor.
Na Sua palavra Ele nos mostra claramente qual é a Sua vontade e em qual caminho devemos andar, para finalmente participarmos das bodas do cordeiro. Mesmo assim, muitas vezes questionamos o que é necessário fazermos para um dia vermos a Deus.
Talvez perguntemos: Senhor quem poderá ter acesso a Ti? Ou ainda: Quem poderá entrar na Tua presença?
Com toda certeza o Senhor nos responderá, mas deixe eu te dizer que estas perguntas já foram feitas no passado e que o Senhor já revelou a sua resposta.
O salmo 15 e o salmo 24 relatam essas mesmas perguntas e suas respostas nos mostram, que na verdade, elas são pré-requisitos para podermos entrar nos portões celestiais.
Quem então entrará e desfrutará da companhia e presença de Deus?
Aqueles que tem as mãos puras e o coração puro, que não recorrem a ídolos e nem juram por falsos deuses, aqueles que andam em sinceridade e praticam a justiça, aqueles que não difamam com a língua e nem fazem mal ao seu próximo, aqueles que mesmo com dano próprio não mudam e não se vendem nem exploram o seu próximo. (Salmo15 e 24)
Mais detalhadamente vemos que  andar em sinceridade é falar a verdade, pois nosso salvador é a própria verdade. Aquele que mente e engana é filho do diabo, pois ele é o pai da mentira.
Praticar a justiça é indignar-se com as desigualdades, é buscar ser justo, honesto e íntegro, colaborando para fazer desse mundo um lugar melhor.
Não difamar com a língua e não fazer o mal ao próximo, é não ser fofoqueiro e maldizente. Não ser acusador ou plantador de intrigas e contendas, é procurar cuidar da própria vida estando sempre disposto a ajudar o próximo, sem julgá-lo ou condená-lo.
Não mudar mesmo sendo prejudicado, é ser uma pessoa estável e confiável que não muda conforme conveniência ou ocasião, que consegue abrir mão de possíveis benefícios para manter-se firme, íntegro e correto. Se a situação exigir envolvimento duvidoso e posturas ambíguas, relativizando o que é certo, então é preferível sofrer os danos ou as perdas a nível físico ou material, do que sofrer perdas eternas, ou seja, ser privado da graça e da glória do Senhor.
Por fim para entrarmos no Santo dos Santos, é necessário termos as mãos llimpas e o coração limpo. Isso significa que devemos ser isentos de pecados, tanto exteriores (palavras, atitudes), quanto interiores (desejos, pensamentos). Tanto um como o outro precisam ser lavados e purificados pelo sangue de Jesus. Só assim estaremos dignos de entrar na presença de Deus.
Hummmmm mas…… esta estrada até o céu está parecendo muito longa e difícil…..
Mas saiba que o Senhor concede graça e a nossa maior motivação deve ser o abraço caloroso de Jesus ao nos recepcionar quando lá chegarmos.
Não foque nas dificuldades, foque na graça de Deus. Pense que Ele apostou em nós e que juntamente com Ele venceremos essa batalha contra Satanás, contra nossa carne, contra o pecado que nos suja e nos embaraça, contra esse mundo que nos acusa e que muitas vezes nos entristece.
Se conseguirmos percorrer essa estrada da maneira correta, com toda a certeza desfrutaremos da presença e da companhia do Pai diariamente, além de “recebermos a sua benção e termos a promessa de que não seremos abalados e Ele nos fará justiça” (Salmo 15: e 24:4)
Além disso, no fim de nossa jornada terrena, subiremos para estar eternamente com Ele, pois lá é a nossa verdadeira casa.

 Sua opinião é importante. Comente!